QUEM SOMOS 

Sou Bete Veingartner e de taça em taça eu quero te mostrar as belezas e delícias do Chile! 

Férias no Chile nasceu no inverno de 2015, resultado da minha busca pessoal por uma oportunidade de recomeçar aqui no Chile. São seis anos de andanças, entre Cordilheira e mar, acompanhando turistas brasileiros em passeios, e incontáveis momentos que me deram a certeza de que o turismo foi a minha melhor escolha.

Sou brasileira de São Paulo, mãe da Aline e da Giovanna, e compartilho a minha vida com o Eduardo. Sou completamente apaixonada por eles três, pelo Chile e pelo trabalho que realizo como guia.

Tenho a formação de guia de enoturismo, sou estudante de sommeleria e faço parte da @asociacionmujeresdelvinochile, ou seja, o vinho é a minha outra grande paixão. Faço parte também da associação @mujeresenturismochile, com o valioso propósito de fortalecer o turismo colaborativo e sustentável.

Salud!

E espero poder te acompanhar na sua próxima viagem de férias no Chile! 

Santiago, Chile | Julho 2021

Fale com a Bete
VER MAIS

Siga @FERIASNOCHILE NO Instagram

Olha só que notícia boa para quem tá planejando uma viagem de enoturismo no Chile: saiu a lista das 100 melhores vinhas para serem visitadas no mundo e entre elas estão 11 vinhas chilenas! 

Desde 2019 um grupo de quase 600 profissionais do vinho, viagens e enoturismo têm a deliciosa tarefa de escolher as melhores experiências enoturísticas, aquelas experiências que eles recomendariam para um amigo querido. A escolha é feita anualmente, e na lista Word’s Best Vineyards de 2021 estão as vinhas: 

@monteswines
@vik_wine
@closapalta
@santaritawines
@casasdelbosque
@bodegasre
@viumanentwinery
@vinedosdealcohuaz
@errazurizwines
@casamarinwinery
@villard_fine_wines

As vinhas estão localizadas em sete diferentes vales do Chile: Maipo, Cachapoal, Colchagua, Aconcágua, Casablanca e Lo Abarca, que se encontram nas regiões centro-sul do país; já o vale del Elqui tá lá no norte.

Lembrando que a geografia do Chile é um tanto incomum, vai do deserto mais árido do mundo -  no norte - até as geleiras da Patagônia - no extremo sul do país. Com tantas diferenças de clima, solo, paisagens e trabalho humano, os vinhos que nascem em cada um desses vales refletem a sua origem, são únicos em suas essências. E as experiências vividas em cada um desses lugares, maravilhosas, daquelas que estimulam todos os nossos sentidos!

Bem, acho que você já tem uma boa lista de vinhas para visitar nas suas próximas viagens enoturísticas, e todos temos motivos para brindar a natureza privilegiada do Chile e a sua inesgotável riqueza. Salud!

Descubra mais sobre as belezas e delícias dos vales do Chile em www.feriasnochile.com 😚🍇

- - -

#chile #enoturismo #enoturismochile #turismodovinho #roteirodovinho #fériasnochile #winelover
Olha só que notícia boa para quem tá planejando uma viagem de enoturismo no Chile: saiu a lista das 100 melhores vinhas para serem visitadas no mundo e entre elas estão 11 vinhas chilenas! Desde 2019 um grupo de quase 600 profissionais do vinho, viagens e enoturismo têm a deliciosa tarefa de escolher as melhores experiências enoturísticas, aquelas experiências que eles recomendariam para um amigo querido. A escolha é feita anualmente, e na lista Word’s Best Vineyards de 2021 estão as vinhas: @monteswines @vik_wine @closapalta @santaritawines @casasdelbosque @bodegasre @viumanentwinery @vinedosdealcohuaz @errazurizwines @casamarinwinery @villard_fine_wines As vinhas estão localizadas em sete diferentes vales do Chile: Maipo, Cachapoal, Colchagua, Aconcágua, Casablanca e Lo Abarca, que se encontram nas regiões centro-sul do país; já o vale del Elqui tá lá no norte. Lembrando que a geografia do Chile é um tanto incomum, vai do deserto mais árido do mundo - no norte - até as geleiras da Patagônia - no extremo sul do país. Com tantas diferenças de clima, solo, paisagens e trabalho humano, os vinhos que nascem em cada um desses vales refletem a sua origem, são únicos em suas essências. E as experiências vividas em cada um desses lugares, maravilhosas, daquelas que estimulam todos os nossos sentidos! Bem, acho que você já tem uma boa lista de vinhas para visitar nas suas próximas viagens enoturísticas, e todos temos motivos para brindar a natureza privilegiada do Chile e a sua inesgotável riqueza. Salud! Descubra mais sobre as belezas e delícias dos vales do Chile em www.feriasnochile.com 😚🍇 - - - #chile #enoturismo #enoturismochile #turismodovinho #roteirodovinho #fériasnochile #winelover
Como prometido, nessa semana de #fiestaspatrias vou compartilhar com vocês as delícias do patrimônio chileno, e uma delas é a uva país!

“Talvez você nunca tenha escutado falar da uva país ou provado de um vinho feito com ela. Mas, se você está lendo este texto, imagino que tenha alguma curiosidade sobre o universo dos vinhos, e hoje a protagonista é ela, que merece sim a sua atenção. Para falar de país, que atualmente ganha medalhas em concursos internacionais e atrai o olhar dos bons restaurantes em Santiago, primeiro vamos repassar a sua história: de onde vem, quem a trouxe para o Chile e por que é tão importante como patrimônio. 

Começamos pelo seu nome, que no princípio era outro: ela era chamada de listán prieto ou listán negro. Com origem na região de Castela, na Espanha, foi levada para as Ilhas Canárias pelos espanhóis durante a invasão de Castela, no século XV. Desde então, viajou nas diferentes missões de expansão do reino espanhol, chegando até o continente americano. Na América entrou pelas regiões da Califórnia e México, onde o seu nome mudou para misión. 

Avançando na linha do tempo, no século XVI a uva país [junto com a moscatel] chegou ao Chile, vinda do Peru por mar, com um jesuíta espanhol chamado Francisco Carabantes. Antes disso, não existiam parreiras no Chile, e os povos indígenas que habitavam as diferentes regiões do país tomavam chichas elaboradas principalmente à base de grãos. 

Com a chegada da colônia espanhola, ao mesmo tempo que ocorriam as batalhas e a expansão da coroa, vieram também o idioma espanhol e a religião católica – considerada na época como única e obrigatória.”

Este é um trecho do texto “País, a uva patrimônio” para seguir lendo enche [nem tanto, rs] uma taça de vinho, acessa o blog que tá lá na bio e salud!

@hello_wine

- - - 

#chile #temqueir #enoturismochile #viajaréacura #vinhoschilenos #winelover #euamovinho #vinhosecaminhos #turismodovinho #chileparabrasileiros #feriasnochile #uvapais #patrimonio
Como prometido, nessa semana de #fiestaspatrias vou compartilhar com vocês as delícias do patrimônio chileno, e uma delas é a uva país! “Talvez você nunca tenha escutado falar da uva país ou provado de um vinho feito com ela. Mas, se você está lendo este texto, imagino que tenha alguma curiosidade sobre o universo dos vinhos, e hoje a protagonista é ela, que merece sim a sua atenção. Para falar de país, que atualmente ganha medalhas em concursos internacionais e atrai o olhar dos bons restaurantes em Santiago, primeiro vamos repassar a sua história: de onde vem, quem a trouxe para o Chile e por que é tão importante como patrimônio. Começamos pelo seu nome, que no princípio era outro: ela era chamada de listán prieto ou listán negro. Com origem na região de Castela, na Espanha, foi levada para as Ilhas Canárias pelos espanhóis durante a invasão de Castela, no século XV. Desde então, viajou nas diferentes missões de expansão do reino espanhol, chegando até o continente americano. Na América entrou pelas regiões da Califórnia e México, onde o seu nome mudou para misión. Avançando na linha do tempo, no século XVI a uva país [junto com a moscatel] chegou ao Chile, vinda do Peru por mar, com um jesuíta espanhol chamado Francisco Carabantes. Antes disso, não existiam parreiras no Chile, e os povos indígenas que habitavam as diferentes regiões do país tomavam chichas elaboradas principalmente à base de grãos. Com a chegada da colônia espanhola, ao mesmo tempo que ocorriam as batalhas e a expansão da coroa, vieram também o idioma espanhol e a religião católica – considerada na época como única e obrigatória.” Este é um trecho do texto “País, a uva patrimônio” para seguir lendo enche [nem tanto, rs] uma taça de vinho, acessa o blog que tá lá na bio e salud! @hello_wine - - - #chile #temqueir #enoturismochile #viajaréacura #vinhoschilenos #winelover #euamovinho #vinhosecaminhos #turismodovinho #chileparabrasileiros #feriasnochile #uvapais #patrimonio
O governo anunciou hoje, 15 de setembro, que a partir de 1º de outubro as fronteiras do Chile estarão abertas também para os estrangeiros não residentes. Lembrando que elas já estão abertas para os chilenos e residentes. 

Mas meus queridos viageiros, leiam com atenção as letras pequenas da notícia “Chile abre as fronteiras” que se espalhou nas redes e vejam quais são os principais requisitos para entrar:

. Duas doses da vacina
. Teste de PCR negativo, feito 72 horas antes do embarque
. Seguro médico de viagem, com cobertura mínima de 30.000 dólares
. Quarentena obrigatória de 5 a 7 dias em domicilio [casa de familiares ou amigos], onde todos os moradores  terão que permanecer de quarentena também
. Caso escolha fazer a quarentena em um hotel, os custos serão por conta do turista e ele não poderá sair do quarto, nem receber visitas
. Entre outras exigências

Sendo bem realista e sincera, como sou, ainda não é um bom momento para turistar aqui no Chile, só se você não estiver realmente preocupad@ com quanto vai gastar e ter ao menos 15 dias livres, já que no mínimo 5 você vai ficar isolado. É uma boa notícia para quem tem familiares aqui, para quem vem estudar, trabalhar ou morar, aí sim. 

E quando o anúncio for “Chile abre as fronteiras para os turistas, sem quarentena e sem maiores exigências”, serei uma das primeiras em dar a tão esperada notícia. Acompanha aqui de #fériasnochile 🙂

Até lá, se cuidem! E que a gente se reencontre logo, com boas notícias e sem letras pequenas.

- - -
#chile #fronteiras #setembro2021 #covid19 #pandemia #feriasnochile #férias2022
O governo anunciou hoje, 15 de setembro, que a partir de 1º de outubro as fronteiras do Chile estarão abertas também para os estrangeiros não residentes. Lembrando que elas já estão abertas para os chilenos e residentes. Mas meus queridos viageiros, leiam com atenção as letras pequenas da notícia “Chile abre as fronteiras” que se espalhou nas redes e vejam quais são os principais requisitos para entrar: . Duas doses da vacina . Teste de PCR negativo, feito 72 horas antes do embarque . Seguro médico de viagem, com cobertura mínima de 30.000 dólares . Quarentena obrigatória de 5 a 7 dias em domicilio [casa de familiares ou amigos], onde todos os moradores terão que permanecer de quarentena também . Caso escolha fazer a quarentena em um hotel, os custos serão por conta do turista e ele não poderá sair do quarto, nem receber visitas . Entre outras exigências Sendo bem realista e sincera, como sou, ainda não é um bom momento para turistar aqui no Chile, só se você não estiver realmente preocupad@ com quanto vai gastar e ter ao menos 15 dias livres, já que no mínimo 5 você vai ficar isolado. É uma boa notícia para quem tem familiares aqui, para quem vem estudar, trabalhar ou morar, aí sim. E quando o anúncio for “Chile abre as fronteiras para os turistas, sem quarentena e sem maiores exigências”, serei uma das primeiras em dar a tão esperada notícia. Acompanha aqui de #fériasnochile 🙂 Até lá, se cuidem! E que a gente se reencontre logo, com boas notícias e sem letras pequenas. - - - #chile #fronteiras #setembro2021 #covid19 #pandemia #feriasnochile #férias2022
VER MAIS

Contato

    Seu nome (obrigatório)

    Seu e-mail (obrigatório)

    Assunto

    Sua mensagem

    contato@feriasnochile.com

    OU CHAME NO WHATSAPP