O que poderia dar errado?


O que poderia dar errado? Foi o que pensei quando eu vi que já era quase hora de começar a cata online que tínhamos naquela noite. Eu ainda tava me trocando e o meu chileno tava de boa, então pensei: o que pode dar errado se eu pedir para ele abrir os vinhos? A resposta foi: nada pode dar errado, é só mesmo abrir os vinhos. Então, gritei do quarto: amoor eu ainda tô me trocando, abre lá os vinhos que já tá quase na hora! Ele respondeu ok e eu continuei me arrumando. Ajeitada saí do quarto, escutei um silêncio estranho na casa e me lembrei de quando as minhas meninas eram pequenas e o silêncio às vezes era um mal sinal… Cheguei na cozinha e encontrei o Eduardo limpando cuidadosamente cada garrafa com um pano molhado e cloro. O meu coração fez uma breve pausa.

A cata online daquela noite era uma cata vertical [safras diferentes do mesmo vinho] com o enólogo Pablo Morandé [filho], da vinha @BodegasRe. Eram quatro vinhos especiais e um deles nem tinha saído para o mercado ainda, as garrafas vieram sem rótulos e com as informações de cada vinho escritas a mão. Garrafas únicas e assinadas uma por uma. E lá estava o meu chileno seguindo o “protocolo de limpeza covid” e apagando todas as preciosas informações, e também as assinaturas do enólogo.

Depois da minha fúria liguei para o organizador da cata, contei a situação e pedi ajuda, ele me disse calma, você não foi a única que perdeu as informações para o cloro. Eu ri de desespero.

Bem, não foi tudo perdido. Cheguei a tempo na cozinha para salvar uma garrafa ainda com a assinatura do Pablo. As safras por sooorte estavam impressas nas rolhas, que o meu chileno teve o cuidado de não misturar e deixar junto de cada garrafa. A cata começou, uma taça aqui, outra safra ali, e eu esqueci da minha fúria e perdoei o meu amor. Mas uma lição ficou: abra você mesma os seus vinhos especiais, os seus chocolates especiais, todos os seus especiais.

Deixo uma nova seleção de músicas que tá na playlist #fériasnochile do Spotify. A minha escolha do dia é em homenagem ao chileno Cristián Cuturrufo, um dos mais notáveis trompetistas de jazz do país. Ele morreu na semana passada aos 48 anos, vítima de #covid.

Bom sábado prôceis e se cuidem! #sabado #vinhoemusica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.