Provando eu vou: viogner da Casa Silva

Eba, já é sexta-feira! Aquele dia especial e reservado para apresentar a vocês, #winelovers que me acompanham, os vinhos que tive o gosto de provar nas minhas andanças aqui no Chile. Como falei nas outras postagens, meu propósito é motivar vocês a provarem vinhos de variadas uvas, produtores e vales, e a desfrutarem de todas as joias elaboradas do norte ao sul do país.

Hoje é a vez de falar sobre o viogner da Casa Silva, uma joia branca do prestigiado vale de Colchagua, localizado ao sul de Santiago. Colchagua é um vale caloroso nas zonas planas acomodadas entre as Cordilheiras dos Andes e da Costa, mas também tem zonas mais frescas, próximas das montanhas e a caminho do litoral, onde algumas uvas tintas e brancas se adaptam bem. Uma delas é a branca viogner.

A viogner tem origem na França, assim como a chardonnay e a sauvignon blanc. No Chile está plantado pouco mais de 800 hectares entre os vales de Colchagua, Limarí e Casablanca. Como outras uvas, o estilo dos vinhos elaborados com a viogner pode variar dependendo do lugar onde ela foi plantada, como foi vinificada, ou se teve ou não guarda em barricas de madeira, mas no geral são vinhos muito aromáticos, de cor dourada, corpo médio e baixa acidez.

O viogner da foto provei durante uma aula de degustação de vinhos chilenos, na Escola de Sommelier, em Santiago. É um Gran Terroir 2019 da zona costeira de Lolol, de parreiras com mais de 20 anos, e na sua elaboração as uvas foram prensadas suavemente para evitar o amargor típico da variedade. Depois de pronto, parte do vinho descansou por seis meses em barricas de madeira, e o resultado foi um vinho fresco, um pouco menos aromático que o esperado da variedade, e de acidez na medida justa.

Foi uma degustação técnica, onde temos que provar em boca e depois cuspir, mas, ainda assim, posso dizer que é um vinho que vale ter na taça em doses mais generosas. Para acompanhar:  carnes brancas, peixes magros ou com algo de gordura, ostras e camarões. Todas essas delícias cobertas com molhos cremosos são ótimas opções para essa joia de Lolol.

Salud e até o próximo rótulo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.