Os meninos do Sul

Eles são do Rio Grande, município do Rio Grande do Sul, e só aqui no Chile nos conhecemos pessoalmente. Com o Alexandre, o Ari e o Sr. Tião passei três dias de muitas histórias, risadas e algumas fugidas do roteiro, que começou com o City Tour pelo Centro de Santiago e entre os santiaguinos em uma sexta feira bem agitada percorremos a cidade caminhando. Passamos pelos pontos tradicionais: Cerro Santa Lucía, La Moneda, Plaza de Armas entre outros, e pelo caminho, carros, costumes, pessoas e lugares iam chamando a atenção deles e era motivo para parar e registrar com uma foto. Eu não tinha conhecido ainda meninos que gostassem tanto de tirar fotos, o que eu adorei!

city-tour-santiago-1O Sr. Tião jogando uma moeda e fazendo um pedido na fonte do Cerro Santa Lucía!

city-tour-santiago-8Biblioteca Nacional

city-tour-santiago-2Palácio La Moneda

Mas o que realmente chamou a atenção deles nesse tour “só para meninos”, foram os famosos Cafés com Pernas: um tipo de café que só tem aqui no Chile, alguns com costumes mais comportados e outros nem tanto. O que escolhi para eles conhecerem foi o Bombay, onde clientes mulheres também podem frequentar o lugar, não que seja comum, mas “podemos entrar”. O lugar está sempre movimentado, clientes frequentes e acostumados com o atendimento especial das meninas, e outros que chegam pela primeira vez e demonstram sua surpresa, mas todos entendem que ali, naquele momento, a ideia é só mesmo tomar um café, pagar a conta e seguir com o dia. E foi o que fizemos, seguimos o restante do roteiro programado, mas essa parada inesperada deixou o dia mais divertido para eles.

city-tour-santiago-3Café com Pernas Bombay

Do Centro, seguimos de metro e taxi para a Concha y Toro, onde deixei reservado um tour para eles, e junto de um grande grupo de brasileiros, eles conheceram as plantações da vinha, que nesse época do ano estão carregadas de uvas, conheceram também as bodegas e a famosa lenda do Casillero del Diablo, além de provarem alguns bons vinhos durante a degustação, feita no final do tour.

Na loja, fizeram algumas compras e depois seguimos de volta para o hotel. Assim terminou esse nosso primeiro dia de andanças pela cidade, e o sr. Tião demonstrou ter ainda muita disposição para os seus mais de 70 anos vividos. Admiro!

city-tour-santiago-4Tour na Concha y Toro: grupo de brasileiros e guia brasileiro também!


 No dia seguinte o roteiro foi: Valle Casablanca, Viña del Mar e Valparaíso, nessa ordem. Na Emiliana, curtiram o clima meio de sítio, entre as galinhas, alpacas, abelhas, flores, oliveiras e parreiras, mas não fizeram o tour, somente passearam pelos jardins da vinha. Depois subimos, onde tem uns sofazinhos perfeitos com uma vista linda das montanhas e das plantações, e ali fizemos um brinde com um dos meus vinhos preferidos da linha orgânica da vinha: um Chardonnay mesclado com Viogner, combinação perfeita!

vinha-emiliana-3

vinha-emiliana-1

vinha-emiliana-5

vinha-emiliana-4

O dia ainda tava nublado e úmido, quando chegamos em Viña del Mar, e a nossa primeira parada (fora do roteiro) foi conhecer o único prédio seriamente abalado com o terremoto de 2010, e que só agora está sendo demolido. Foi uma cena triste de se ver, já que todos os moradores daquele edifício perderam tudo, e tiveram que buscar abrigo nas casas de familiares e amigos, até conseguirem refazer suas vidas. Alguns já conseguiram, outros não.

Depois desse momento “lado B” do roteiro, fomos até o ponto da praia de Concon, para ver os leões marinhos e pelicanos, e distrair a mente com uma paisagem tão linda de se ver!

Já era hora do almoço, mas antes paramos para o Alexandre dar um mergulho nas águas geladas do Pacífico, e não foi só para molhar os pés não, foi um mergulho de verdade e fez com vontade! A vontade de quem quer aproveitar aquele momento como o único, e ficamos ali na areia só observando e eu filmando claro, rs.

mergulho-vina-del-mar

Para esquentar o corpo e a alma depois desse momento gelado do dia, fomos almoçar em um restaurante a beira da praia, cheio de histórias,  uma paisagem linda e uma ótima gastronomia: o Castillo Árabe. Como eles não tinham dificuldade com o idioma, deixei eles ali sozinhos, para desfrutarem de uma boa cerveja e um momento entre “pai e filhos”.

Ainda em Viña del Mar, paramos em um ponto da praia conhecido como “playa de los cañones”, e ali os meninos fizeram algumas fotos bem bacanas, caminharam pelo calçadão que lembra nossas praias do Brasil, e curtiram mais um pouco do Pacífico. Dali seguimos até o Cassino Enjoy, mas ninguém ficou rico dessa vez, rs! E aí sim fomos rumo a Valparaíso.

vina-del-mar-1Playa de los Cañones

valparaiso-3Cassino Enjoy

No alto do Cerro Artillería, e com o dia já mais aberto, fizeram comprinhas na feira de artesanato local, tiraram fotos do colorido Porto e conheceram de perto a cápsula Fenix II, usada para o resgate dos 33 mineiros, no Museu Marítimo.

valparaiso-1Porto Valparaíso

valparaiso-2Museu Marítimo

Ainda deu tempo de dar uma passadinha na Casa La Sebastiana de Pablo Neruda, e ter uma vista lindíssima de outro ponto da geografia desordenada dos morros de Valparaíso, e entender o porquê do encantamento do poeta por aquele lugar caótico e único.

valparaiso-6

Na volta para Santiago, uma última parada no caminho para as despedidas desse dia entre nuvens, cores e a beleza inesquecível de Valpo.

valparaiso-5


As montanhas da Cordilheira dos Andes foi o último passeio do roteiro, e acho que o mais divertido, afinal era nosso terceiro dia juntos e naturalmente todos nos soltamos mais, rs. Nesse dia o sommelier Thiago nos acompanhou para uma Degustação Privada regada à bons vinhos e boa conversa. Escolhemos em Farellones um ponto bem tranquilo nessa época do ano para fazer nossa “cata” de vinhos, e ali passamos um bom tempo, entre as montanhas e informações sobre tipos de uva, tempo de guarda, harmonização com comidas e outras dúvidas que os meninos quiseram tirar.

valle-nevado-6Mirador a caminho de Farellones: foto com a bandeira do povo Mapuche

valle-nevado-4Momento especial do dia: a Degustação Privada oferecida pelo Thiago Reis

valle-nevado-9

Mas, a verdade é que depois da terceira garrafa, a conversa saiu do foco e ficamos ali conversando como se fossemos amigos que querem contar suas novas e antigas histórias. E boas histórias não faltaram, imaginem: dois advogados e um policial!

Meninos, eu o Thiago não vamos esquecer a cena que fizemos mentalmente enquanto vocês contavam sobre o Porto em Rio Grande, o FBI e as gavetas da irmã do Alexandre… jamais! Foi um momento muito bacana, descontraído e especial, daqueles que vou sempre ter boas recordações quando eu rever as fotos! Minhas palavras naquele momento foram sinceras, vocês me surpreenderam pela simpatia e sintonia.

valle-nevado-5Que o mundo acabe em barranco né Ari?

IMG-20160313-WA0040Foto de porta retrato!

Bom, depois de não sei quanto tempo entre taças e conversas, fomos almoçar, e nessa hora também deixei eles em um momento só deles. Mas no fim do almoço nos reunimos de novo para uma boa cerveja e mais um pouco das boas histórias do Ari e do Alexandre! O Sr. Tião? Só observava, e em alguns momentos completava com mais algumas informações sobre os “acontecidos” dos meninos. Mais um bom momento!

A última parada do dia foi no mirador de Valle Nevado, um ponto da cordilheira onde os condors voam como se estivessem plainando no céu e as montanhas nos rodeiam, paisagem única que não se vê na rotina do nosso dia a dia. E dali estávamos prontos para voltar para o hotel, afinal foi um dia bem vivido!

valle-nevado-10Ele se nomeou Chibrano: Chileno, Brasileiro e Cubano!

valle-nevado-11E viva a liberdade!!

valle-nevado-12Para vocês não se esquecerem de nós!!


Vem conhecer o Chile com a gente!

Roteiros e informações: contato@feriasnochile.com

Importante: anote o período da sua viagem e o número de pessoas (se houver crianças, as idades)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *